(27) 3255-9999
Home » Geral » Qual a ração ideal para o seu cão?

Qual a ração ideal para o seu cão?

12/05/2016

Assim como humanos, os bichinhos também precisam de uma dieta equilibrada que supra todas suas necessidades nutricionais. Por tanto, para garantir o bem-estar e aumentar a expectativa de vida dos cães, a alimentação balanceada é essencial, caso contrário, o seu amiguinho não terá tanta energia e pode até mesmo ter complicações relacionadas à saúde.

Com prateleiras repletas de opções de ração é importante também analisar e entender a composição dos produtos para garantir a boa alimentação do bichinho. A proteína animal, por exemplo, é composta por maior quantidade de aminoácidos essenciais para todo organismo. Os aminoácidos são encontrados também na proteína vegetal, porém em menor quantidade e valor biológico. Ainda é necessário se atentar para a presença do ômega 3, responsável por maior desenvolvimento cerebral e melhor preservação da pele e da pelagem.

Além de oferecer sempre rações produzidas especificamente para os cães, que são desenvolvidas para atender as necessidades nutricionais do cachorro, no momento de escolher a opção ideal para seu animal de estimação é necessário levar em conta algumas particularidades dele.

Primeiramente deve-se observar a idade do animal, que são divididas em três fases no que se refere aos tipos de ração: produtos para filhotes (0 a 1 ano), adultos (1 a 8 anos) e idosos (a partir dos 8 anos de idade). Além disso, para garantir que o cão receba a quantidade de nutrientes necessária é importante identificar a ração indicada para o porte do seu cão: pequeno, médio ou grande porte. Os cães de pequeno porte pertencem às raças minis e pequenas e possuem até 10 quilos. Enquanto isso, as raças de médio porte atingem entre 11 a 25 quilos e os cães de grande porte possuem acima de 26 quilos.

Uma dieta equilibrada é parte fundamental na saúde dos cães, mas eles também precisam de outros cuidados para manter uma vida saudável, como água fresca à sua disposição, exercícios físicos, idas regulares ao veterinário e vacinas em dia. Lembrando também que em caso de dúvida sobre a alimentação do cão deve-se consultar o seu veterinário.


Leia também: »

Comentários (4)

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *