(27) 3255-9999
Home » Geral » Pássaros: qual a ração ideal para eles?

Pássaros: qual a ração ideal para eles?

13/05/2016

Manter as penas sempre vistosas e o canto bonito passa a ser uma tarefa difícil quando faltam os nutrientes necessários na alimentação dos pássaros. Os passeriformes, aves de pequeno porte, popularmente chamados de “passarinhos”, podem se alimentar de frutas, grãos, insetos ou rações próprias contendo esses ingredientes. Canário, curió, sabiá e o trinca-ferro são alguns exemplos de passeriformes.

Já os psitacídeos são aves de maior tamanho que os passeriformes, facilidade de aprendizado. As aves desse tipo imitam sons, possuem penas de inúmeras cores, pés articulados, bicos tortos, se alimentam com frutas, grãos, insetos ou rações próprias contendo esses ingredientes. Alguns exemplos de psitacídeos são os papagaios, araras, maritacas, periquitos, calopsitas, entre outros.

Os alimentos para pássaros podem ser apresentadas de várias formas: sementes, extrusados, peletizados e extrusada + sementes (mix).

  • Sementes: boa aceitação pelas aves granívoras, grande quantidade de gordura e baixa quantidade de cálcio, pode ser dado à ave em uma dieta balanceada e equilibrada, misturados em rações prontas e que contenham outros nutrientes.
  • Alimentos extrusados com sementes (mix): alimentos processados que contem sementes, proteína animal, cálcio e vitaminas em quantidades necessárias, de alta absorção e aproveitamento, necessita de uma adaptação para que a ave comece a comer. Possui um valor nutricional superior às sementes.
  • Peletizada: ração feita em máquina peletizadora onde o alimento é prensado em temperatura mais baixa que a extrusada, sua aceitação é boa, porém, a absorção dos nutrientes também é menor.
  • Extrusada: ração feita em máquina extrusora, o alimento é cozido, disponibilizando os nutrientes para uma absorção mais rápida e fácil.

As penas são a principal forma de saber se o animal está vitaminado. A cor e forma devem estar uniformes, já possíveis manchas e contornos muito irregulares denunciam deficiências ao longo do crescimento. Também é sempre importante lembrar que condições de higiene são essenciais para prevenção de doenças. Restos de alimentos acumulam fungos e bactérias perigosas para a saúde do animal.

 

 


Leia também: »

Comentários (0)

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *