(27) 3255-9999
Home » Geral » 6 erros mais cometidos na criação de pássaros

6 erros mais cometidos na criação de pássaros

06/05/2017

Todo criador, independente da espécie de pássaro que possui, precisa tomar alguns cuidados no manejo, para prolongar a vida dos animais e ajudar a prevenir problemas sérios, que podem ser evitados com pequenos cuidados do dia a dia.

Separamos algumas dicas importantes que podem fazer a diferença na saúde do seu animal.

1- Poleiros retos

Quando estão soltas na natureza, as aves procuram galhos de árvores mais retos para momentos de descanso. No entanto, se o animal só tiver a opção de poleiros retos, isso pode causar problemas, já que eles oferecem a mesma pressão em todos os pontos das patas, o que pode causar atrofia de alguma musculatura.

A dica é incluir na gaiola ou viveiro poleiros inclinados. Dessa forma, os pássaros trabalham a maior parte da musculatura das patas e conseguem revezar o peso do corpo. É indicado também trocar periodicamente os poleiros, para evitar o acúmulo de alimentos ou matéria orgânica, que podem ser prejudiciais em contato com a pele do animal.

2- Limpeza do Ambiente

Fazer a limpeza de gaiolas ou viveiros é um dos pontos principais para que os pássaros fiquem mais saudáveis, aumentando assim o sucesso na criação e reprodução de qualquer espécie. Não basta apenas trocar o jornal do fundo da gaiola ou então a areia do viveiro – existem outros cuidados com a limpeza que são muito importantes e bem simples, como limpar diariamente os potes e lavar o bebedouro.

3- Período de muda

Alguns criadores acreditam que durante o período de muda das aves não se deve manusear a gaiola e deixam-na protegida por uma capa. No entanto, esse comportamento não é indicado pelos veterinários, pois a capa deixa o ambiente fechado e, aliada à sujeira, causa umidade e induz a proliferação de bactérias e fungos.

Esse hábito pode causar infecção respiratória nas aves, prejudicando a saúde do animal. O hábito indicado é colocar a ave em um ambiente tranquilo e longe do barulho, para não causar estresse.

4- Suplementação de ferro

A suplementação de ferro durante o período de muda de penas não é um procedimento indicado, apesar de muitos criadores pensarem o contrário. A suplementação equivocada pode levar a doenças como a hemocromatose.

A fase de muda é uma época de renovação da ave e ela utiliza as reservas adquiridas. Por isso é importante fazer a preparação da reserva antes do período de muda. Se o pássaro estiver bem nutrido, as penas nascerão sadias e bonitas, evitando o surgimento de penas “encroadas”, situação em que o canhão aparece e a pena não desenvolve.

5- Suplementação de açúcares antes de torneio

O metabolismo das aves é muito acelerado e, por isso, grande parte dos açúcares oferecidos nos dias que antecedem o torneio não é utilizada pelo animal para esse propósito. Se o pássaro consumiu quantidades acima dos níveis normais de açúcares, isso pode até diminuir a performance dele na competição. É indicada para competição a preparação com alimentos equilibrados, ricos em todos os nutrientes, como a ração extrusada.

6- Alimentação balanceada

Mudanças na alimentação de forma radical desequilibram o organismo e podem abalar o sistema imunológico do pássaro, tornando-os mais suscetíveis a doenças. E não é só a mudança radical que causa problemas. É importante lembrar que eles precisam de uma grande variedade de nutrientes, presentes no alimento extrusado. A ração completa é a mais indicada para a saúde dos pássaros.

Gostou do conteúdo? Veja mais matérias sobre pássaros.


Leia também: »

Comentários (0)

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *