(27) 3255-9999
Home » Geral » Gripe Canina: como identificar e tratar

Gripe Canina: como identificar e tratar

18/04/2017

Tosse seca, espirro, secreção nasal. Esses são alguns dos sintomas da Gripe Canina, uma doença que afeta o trato respiratório superior dos pets. A doença é causada pela junção de bactérias e vírus altamente contagiosos e pode ser transmitida de um cão doente para um cão sadio.

O sintoma mais comum é a tosse seca, estimulada quando o cão come ou bebe água ou quando a coleira aperta a garganta. A tosse seca severa pode gerar outros sintomas, como náuseas, regurgitação de comida e vômitos. Nos casos mais graves, o animal ainda pode apresentar febre, apatia e até pneumonia que, se não tratada, pode trazer problemas ao cãozinho.

Ainda não existem exames laboratoriais que identifiquem a Gripe Canina e, por isso, o diagnóstico é muito mais clínico, levando-se em consideração os sintomas. Geralmente a doença desaparece em um período de 5 a 12 dias. O tratamento busca aliviar os sintomas e evitar que evoluam para algo mais grave, como uma infecção pulmonar.

É importante destacar que a melhor forma de prevenir a Gripe Canina é por meio da vacinação, a partir dos dois meses de idade do cão, sendo duas doses no intervalo de 21 e 30 dias e o reforço anual. Converse com seu médico veterinário de confiança e fique atento aos sintomas.

Outra doença que pode atingir os cães é a epífora. Saiba mais sobre a doença aqui.


Leia também: »

Comentários (0)

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *