(27) 3255-9999
Home » Geral » Doenças cardíacas em pets

Doenças cardíacas em pets

26/08/2016

O coração de um cachorro possui estrutura parecida com a do ser humano. Por isso, assim como em humanos, os pets necessitam de alguns cuidados e muita atenção a alguns sintomas, que podem indicar doença cardíaca. Problemas cardiovasculares possuem como fator determinante a idade: quanto mais idosos, mais frágeis ficam os animais. Pensando nisso, a médica veterinária da Nutriave, Ana Paula Có Lisboa, listou alguns sintomas clínicos que podem auxiliar no diagnóstico da doença e, principalmente, no tratamento precoce.

  1. Tosse: a tosse é um sintoma comum de muitas doenças, mas é preciso ficar atento à junção dos outros sinais.
  2. Fraqueza e isolamento: esses sintomas podem estar aliados a outros, como a perda de apetite e a mudança comportamental. Por isso, vale a pena ficar atento.
  3. Problemas respiratórios: se houver a modificação no padrão de respiração do animal, é necessário acender a luz de alerta, pois doenças do coração causam dificuldade para respirar, falta de ar ou respiração acelerada.
  4. Perda do apetite: a falta de apetite do cão ou gato é um sintoma comum de muitas doenças, no entanto, associado à outros fatores, torna-se determinante para o diagnóstico da doença cardíaca.
  5. Mudança comportamental: indisposição para brincar, cansaço e semblante deprimido também são pequenos sinais que podem indicar uma doença cardíaca. Permaneça sempre em alerta para as mudanças de comportamento do seu pet.
  6. Alteração no peso: quando o pet perde muito peso repentinamente, é preciso levá-lo ao veterinário, pois pode ser sinal de uma doença cardíaca já em desenvolvimento. Da mesma forma, o falso ganho de peso, atribuído pelo excesso de líquido retido, devido à insuficiência cardíaca, também é um sinal de alerta para o dono e, quando associado à outros sintomas, podem auxiliar na identificação da doença.
  7. Inquietação: a dificuldade em dormir e a inquietação também pode ser um sintoma de doença cardíaca, já que é um sinal de que o pet está sentindo algum incômodo.
  8. Perda de consciência: desmaios são sinais grave, mesmo que temporários. Nesses casos, é primordial levar o pet ao médico veterinário imediatamente, pois pode ser sinal de muitas doenças graves.
  9. Sintomas graves: inchaços no abdômen (edemas), nas extremidades do corpo e acúmulo de líquido nos pulmões são sintomas sérios e precisam ser acompanhados de perto por um médico veterinário.

É importante destacar que qualquer modificação na rotina do dia a dia do animal deve ser identificada e anotada, para informar ao médico veterinário. Assim, o pet pode realizar os exames necessários e receber o tratamento com antecedência, prevenindo assim, o agravamento da doença.


Leia também: »

Comentários (0)

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *